PRODUÇÕES DA REDE

EVENTOS

JORNADAS DE ESTUDOS EM TEORIAS DA FOTOGRAFIA

Realizada desde 2015 pela Rede Integrada de Pesquisas e Análise da Fotografia, as Jornadas de Estudos em Teorias da Fotografia.

DOSSIÊ

FOTOGRAFIA DAS MARGENS/MARGENS DA FOTOGRAFIA

Uma amostragem representativa da reflexão sobre importantes aspectos da presença da fotografia, seja como fenômeno central da cultura visual contemporânea, assim como articulando variáveis metodológicas e teóricas do debate sobre a centralidade da imagem nos processos de circulação cultural propiciados pelas tecnologias da visualização – em contextos de informação, expressão, estesia e de regimes discursivos e comunicacionais.

SEMINÁRIO

IMAGEM, ACONTECIMENTO, NARRATIVA

O curso pretende oferecer um panorama das questões de método de abordagens poéticas sobre os regimes documentais que atravessam um conjunto de produções da cultura visual contemporânea - cobrindo uma variedade de materiais que vai da fotografia, aos quadrinhos, do humor às novelas gráficas, do cinema aos universos seriados.

 

LIVROS

OLHOSUSPENSO.jpg
cover.jpg
afonso.jpeg

O OLHO SUSPENSO DO NOVECENTO

Benjamim Picado

No âmbito deste ensaio, tais fotografias são, para seus leitores, não apenas documentos, registros, indicações, mas também, acontecimentos isto é, experiências que os comovem e, a partir das quais, seu sentido é elaborado e propagado.

CORPO SOFREDOR

Angie Biondi

As imagens fotográficas ainda preenchem os nossos dias. Elas conferem uma validade aos fatos diários, propõem desejos, estimulam fantasias, fazem convergir percepções dos tempos, interpretam acontecimentos, denunciam atos, exibem corpos, demarcam rostos, movimentam afetos e crenças.

INSTANTÂNEOS DA FOTOGRAFIA CONTEMPORÂNEA

José Afonso Jr.

Se existe algo constante na fotografia contemporânea, é a sua permanente instabilidade. Defini-la como um todo compreensível é uma pretensão que esbarra na sua imensa diversidade de práticas, assuntos e abordagens. É possível, portanto, abordar esse grande horizonte fugindo das totalizações e, ao invés, abordando casos que acusem crises, rupturas, retomadas e ultrapassagens que se acumulam à própria historiografia da fotografia.